Bernardo Tabak e Henrique Porto Do G1 RJ
52 comentários
Projétil retirado pela perícia do forro do carro do adriano (Foto: Marcos de Paula/Agencia Estado) 
O projétil retirado pela perícia do forro do carro do

Adriano (Foto: Marcos de Paula/Agencia Estado)

O delegado Carlos César Santos afirmou em entrevista concedida no fim da tarde deste sábado (24), no Rio, que os depoimentos do jogador Adriano e da jovem baleada dentro do carro do atleta se mostraram contraditórios. De acordo com o delegado, a jovem relatou que, no momento do disparo que a feriu na mão esquerda, era o jogador quem manuseava a arma.

“Dentre as cinco pessoas entrevistadas até o momento, a vítima é a única que afirma que Adriano estava no banco traseiro do veículo manuseando a arma. Ela também contou quem, em dado momento, chegou a pegar na arma, mas a devolveu ao jogador”, disse o delegado, acrescentado que a arma é uma pistola calibre .40.
Segundo Carlos César, o atacante do Corinthians, que depôs no Hospital Barra D’Or, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, onde a jovem está internada, contou que foi a própria vítima quem efetuou o disparo.

Fonte G1 Noticias