É possível um dia acordar gay, mesmo que tendo sido toda a vida heterossexual? Um ex-jogador de rugby britânico garante que foi isso que lhe aconteceu, após ter tido um AVC (acidente vascular cerebral) num treino. Segundo o jornal «Daily Mail», Chris Birch, de 26 anos, tentava dar um salto mortal à retaguarda no treino, quando caiu, partiu o pescoço e teve um AVC.

«Parece estranho, mas quando acordei senti-me imediatamente diferente. Já não estava interessado em mulheres. Definitivamente era gay e ainda sou», contou Chris Birch ao jornal inglês.

Os amigos e a namorada, com quem antes do acidente, Chris Birch tencionava ir viver, ficaram surpreendidos com a mudança drástica na personalidade do jovem, especialmente no que diz respeito à sexualidade.

Antes do acidente, Birch diz que passava os fins-de-semana a ver desporto na televisão e a beber com os amigos. «Mas, de repente, passei a odiar tudo na minha vida antiga. Não me dava bem com os meus amigos, odiava desporto e achava o meu emprego no banco muito chato», conta.

«Comecei a preocupar- me mais com a minha aparência, pintei o cabelo e comecei a fazer exercício. Passei de um «skinhead» de 120 quilos para um homem bem cuidado de 70».

Além de terminar a relação com a namorada e deixar de jogar rugby, mudou de profissão: passou a ser cabeleireiro e vive com o actual namorado num apartamento por cima do salão onde trabalha.

Chris Birch foi a um neurologista para perceber o que lhe aconteceu. O médico disse-lhe que as mudanças na personalidade poderiam ter ocorrido devido à abertura de uma parte diferente do cérebro. e deu-lhe como exemplo casos de pacientes que acordam de um AVC com sotaques diferentes do que tinham.

Fonte: Portal Publipt