O número de internautas no Brasil dobrou nos últimos quatro anos. Atualmente, cerca de 48% da população acessa a rede; em 2007 era 27%, segundo o estudo da Fecomércio-RJ e Ipsos.

Entre os motivos do salto estão o aumento da venda de computadores, o avanço da tecnologia, isenção dos impostos PIS e Cofins sobre a venda de produtos deste segmento. “O crescimento do acesso no Brasil pode ser explicado também pelo apelo cada vez maior da web e das redes sociais, assim como por uma maior disseminação dos smartphones e tablets no país”, afirma o economista da Fecomércio-RJ, Christian Travassos.

As classes C, D e E tiveram um aumento relevante neste quadro. Embora as A e B liderem (com 84%). A classe C cresceu de 31% para 43% no período. As classes mais baixas, D e E, dobraram de 8% para 17%.

Fonte: Adnews