A menina Thayane Tavares recebe o carinho da mãe em casa, após ficar 68 dias internada em consequência da tragégia em Realengo (Foto: Aluizio Freire/G1)A menina Thayane Tavares recebe o carinho da
mãe em casa, após ficar 68 dias internada em
consequência da tragégia em Realengo
(Foto: Aluizio Freire/G1)

“Eu tenho certeza que vou voltar a andar”, disse, cheia de convicção, a estudante Thayane Tavares, 13 anos, em casa, cercada pelos amigos e familiares, 68 dias após a tragédia na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na Zona Oeste do Rio. Única vítima que ainda estava internada, a estudante recebeu alta nesta terça-feira (14) do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), no Centro do Rio.
Para a mãe de Thayane, a costureira Andreia Tavares, 32, a energia e determinação da filha foram fundamentais para a família superar o trauma do massacre contra os alunos. “Hoje me sinto uma mãe completa, ao lado das minhas três filhas. Estou sentindo uma felicidade muito grande por Deus ter trazido minha filha de volta. Ele devolveu a vida da minha filha”, afirma, emocionada.

Fonte: G1