Tony Bates, CEO do Skype, (à esquerda) e Steve Ballmer, presidente da Microsoft, se encontram após empresas fecharem acordo de US$ 8,5 bilhões (Foto: Paul Sakuma/AP)

Embora afirme que a empresa tem dinheiro sobrando em caixa, Steve Ballmer, presidente da Microsoft, afirmou nesta terça-feira (10) que o foco para fazer o Skype dar lucro é gerar publicidade dentro do programa. “Vemos muitas oportunidades de negócios dentro do Skype e acredito que fizemos um grande negócio”.
Ballmer disse, após divulgar a compra do Skype por US$ 8,5 bilhões em dinheiro, que a Microsoft quer “fundir comunicação e tecnologia”, um dos motivos da aquisição. “Falar com amigos do outro lado do mundo será tão natural quanto conversar com um colega que está do outro lado da mesa. Skype e Microsoft trarão um futuro no qual conversas por meio de texto, SMS, chamadas de voz e videoconferência estarão integradas na mesma tela. Estou muito feliz com este negócio”, disse.